8.8.10

Ausência de um pai, não é fácil.

Passei muitos anos a tentar lidar com a tua ausência, com a dor de ser ignorada pelo meu próprio pai, de ser perseguida pela dor pelo teu desinteresse em relação a mim. Não imaginas quantas vezes tentei-te ligar, ou mandar uma simples mensagem. Pegava no telemóvel, mas a coragem faltava-me. Sabes o que é uma adolescência sem pai? Não deves saber mesmo. Na adolescência todos os problemas parecem o dobro da intensidade e tu eras o meu principal problema. Aprendi a viver com a tua ausência, o que não foi mesmo nada fácil, acredita. Aprendi a pensar de outra forma e só dar valor às pessoas que me dão valor também a mim. Lembro-me em pequenina tu a vires do trabalho e eu a querer colo e tu dizias que estavas cansado. Depois a separação com a minha mãe aconteceu, mas disse bem com a minha mãe, não comigo. Estivemos muitas vezes sem nos vermos, talvez ano a ano, e sempre que ia te ver e não me sentia bem, relembrava momentos que me traziam más recordações. Desta vez foram 3 anos, pois é desde 2007 que não te vejo. Mas houve um dia em que recebes-te uma carta do tribunal e aí lembraste-te de mim, mas nem o meu número tinhas gravado, ligas-te para o do meu padrasto, só disso comecei a chorar. O que mais me deixa triste é tu só me teres ligado quando recebes-te essa tal carta, mas porquê? E ao fim dos outros anos, achas que não merecia ter um pai sempre ao meu lado? Não merecia um sorriso teu? E eu abraço? Ups, esqueci-me nunca me lembro ter-me dado um abraço o máximo é dois beijinhos como uma pessoa que estás a conhecer nesse momento. Sabes o que é sentir-te lixo para uma pessoa que devia de ser a mais importante na minha vida? Que por acaso és tu? Não deves saber mesmo. Eu neste momento não te respondo porque simplesmente não sei viver com um pai, porque para mim um pai é desde o princípio até ao fim das nossas Vidas. Não é estar no início e depois no meio sair dela e só depois se lembra que tem uma filha e quer que tudo volte ao normal, isto se alguma vez esteve normal. Eu não te vou atender, pelo menos por agora, só eu sei o quanto estou magoada com isto tudo, o quanto choro e o quantos suspiros de me sentir ignorante para ti dou. Só eu só, só eu. Sei que para ti também não deve ser fácil, mas para mim não está a ser melhor. Sei que neste momento se leres este texto que te estou a fazer, deves estar de coração partido. Mas eu também estive assim durante anos e acredita que não Vida mais estragada do que isso. Mas para além disto espero que compreendas a minha posição e que não tentes ligar-me, prefiro que me mandes uma carta como te estou a mandar. E adoraria receber. Quero saber o que tu pensas disto tudo, mas por carta. Adoraria ter momentos para recordar de felicidade passados contigo, mas não tenho, apenas tenho um bonequinho que sei que foste tu que me deste quando nasci, porque me contaram, mais nada!

Até um dia.

NOTA:

Este foi um texto que eu escrevi em Abril de 2009. Texto esse que até hoje não tive coragem de lhe enviar. É demasiado pessoal para colocar na internet, mas como sei que há pessoas que só me dizem coisas bonitas e sinceras, sei que não me vou arrepender. Foi escrito no meio de lágrimas e lido à melhor amiga nessa altura que também ela chorou. Fazes más, onde elas às vezes são feitas sem termos o mínimo de culpa. Felizmente hoje já me conformei e já me habituei a esta vida. Com a sua ausência. E sinceramente, já não me vejo a viver com um pai e não um padrasto que até hoje tenho. Padrasto esse que lhe devo a minha vida, pois sem a minha mãe e sem ele, morreria porque são eles que me alimentam, me dão amor e me fazem sorrir. Obrigada.

22 comentários:

  1. olha, sinceramente mesmo lindo.
    É triste saber que ele está ausente, e tu precisas e sempre precisas-te dele! Espero mesmo que consigas ultrapassar essa dor, que volte a uma relação de pai para filha e que apesar de seres maiorzinha, ele ainda te pegue ao colo, como prova do amor dele, SEM CANSAÇO!
    um beijinho enorme!
    *

    ResponderEliminar
  2. identifiquei-me com o texto , comigo acontece o mesmo , mas o meu pai antes de se separar da minha mae 'ligva-me' , brincavamos, tinhamos momentos ! mas depois separaram-se e pronto . . . quase que n nos vimos .
    é uma dor tão grande.

    texto bonito !
    http://sem-rumo-o-caminho-e-pra-frente.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Imagino que não seja mesmo nada fácil a tua situação. Quer dizer, não imagino mesmo.É muito difícil.
    De qualquer maneira, um beijinho bem grande para que essa dor se torne bem pequenina.*

    ResponderEliminar
  4. Porque não dás uma chance? Pensa comigo!
    - Toda a gente erra, toda a gente aprende. Se ele um dia errou, é porque também já aprendeu com o erro. O que mexe contigo, é o facto de ele não estar presente quando devia, e isso magoa-te. Mas se calhar ele já pensou o mesmo, que te magoou e que devia ser um pai a séria sem te ignorar. Se calhar precisais de uma grande oportunidade, talvez vos leve ao reconsiliamento. Acredita Alexandra, um pai não dura para sempre, um pai é pai, é nosso, foi ele que nos criou. Foi ele que nos amou, se a lei da vida 'dele' não testou demasiado o seu cargo (de pai) pode querer agora ele, remediar tudo e dar-te o devido valor.
    Nunca é tarde, e pensa. Ele pensa em ti, ele quer o teu bem. És sua filha, ele ama-te.
    um beijinho.
    p.s: em lhe ligar, não fiques assim não incomodada com a situação. Tenta lidar com a tua ansiedade.

    EU NÃO SEI SE AJUDEI OU ISTO FOI SÓ UM BATE-PAPO, MAS ORGULHO-ME DE TE QUERER AJUDAR E PODER ESTAR AJUDAR NUMA RELAÇÃO BUÉS DE COMPLICADA :s

    ResponderEliminar
  5. Não tens que agradecer, a sério. :)

    ResponderEliminar
  6. Muito triste mesmo. Sei exactamente como te sentes, e não é mesmo nada fácil viver uma adolescência sem um pai presente!

    (em relação aos links, manda-me sff :) )

    ResponderEliminar
  7. Simplesmente Maravilhoso +.+
    Dá-lhe uma oportunidade .. Antes que seja tarde demais!

    ResponderEliminar
  8. Talvez tão real, o texto está lindo Alexandra.

    ResponderEliminar
  9. Sem palavras...situações destas são dificil... força!

    ResponderEliminar
  10. Percebo-te tão bem acredita :x
    Também tenho um pai assim mas tal como tu tenho me conformado há ideia de que a ausência dele será para sempre, só se lembra de mim quando lhe mando mensagem ou quando a minha mãe lhe liga e isso custa muito mas é impossivel entrar na cabeça dele e pôr lhe a ideia de que tem uma filha, é algo que tem de ser feito por eles,e nós é que acabamos sempre a sofrer,que merda :/
    Felizmente tenho uma mãe e um padrasto que se preocupam e é a eles que tenho (temos) de dar o devido valor, força eu sei que não é fácil mas temos de ter mesmo força :x
    beijinho (:

    ResponderEliminar
  11. Está lindo! *.*

    Desculpa a invasão

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Passo pela mesma coisa, e é bastante dificil. |:

    ResponderEliminar
  13. selo do meu blog para o teu blog :)

    ResponderEliminar
  14. eu sei o quanto custa Alexandra.
    tens de ser forte. não te rebaixes por ele.
    não merece :)
    tu és forte!

    ResponderEliminar
  15. Obrigada, também gosto bastante do teu blog e da forma como escreves :)

    ResponderEliminar
  16. Chorei ao ler este texto amor *.* acredita que se um dia passasse por isto nunca iria perdoar o meu pai. mas sabes, quero-te bem e apesar de tudo eu sei e tu sabes que ele é pai, e pai há só um, contudo será sempre ele que vive no nosso coração apesar de dizeres que já te conformaste. beijinhos e sê feliz com quem te ama.

    ResponderEliminar
  17. Um texto muito trsite sem duvida, mas tao bonito.
    Nnuca vivi nada assim e espero nao viver. Depois de ter lido percebi sem duvida bem melhor de quao é importancia e presença de um pai nas nossas vidas e nao faço ideia de como seria minha sem o meu Pai.
    Nao consigo imaginar a tua tristeza mas já pensas-te que assim como tu ele pode pensar o mesmo? Com certeza ele pensa em ti todos os dias mas assim como tu nao tiveste coragem para lhe mostrar isto ele podia também nao ter coragem para te ligar pois dve ter na consciencia que errou.
    Foi de muita coragem teres postado algo tao pessoal.
    Força*

    ResponderEliminar

cada pessoa tem a sua opinião, dá a tua.