18.9.10

DESAFIO - Décimo (& último) dia.

Uma confissão.
Confesso que às vezes tenho medo. Medo do passado se cruzar de novo na minha vida, que o presente não seja o melhor e que o passado não seja feliz. Confesso que penso muito dessas coisas, por mais que saiba que não devia de o fazer. Mas faço, é inevitável. Tem vezes que numa coisa simples faço uma tempestade. E que faço de um problema mínimo uma complicação gigantesca. Mas cada um é como é. E talvez no futuro estes medos e receios mudem e deixem de existir.

11 comentários:

  1. tal como referiste no texto, talvez no futuro esses medos e receios deixem de existir. <3

    ResponderEliminar
  2. p.s: não tenhas medo de ser feliz e de fazer o que te faz sentir bem :)

    ResponderEliminar
  3. acredito que todos os medos, receios e angústicas que temos são frutos do presente, e não seria vivido (esse presente) da mesma maneira sem eles. vão-se alterando, como tudo, aliás. não tenhas medo de ser, de querer, de crescer. foi para isto que nascemos, temos é que aprender com tudo o que temos, com tudo o que tememos, e com tudo o que não gostavamos e passamos a gostar, e vice-versa.

    sabes que podes contar comigo.
    Ah, e tu és gigante por dentro, só quem tem um coração humilde consegue - sinceramente - dizer uma coisa mesma profunda, e tu és assim.

    <3

    ResponderEliminar
  4. O medo por vezes pode ser um entrave na nossa vida, quantas vezes eu não fui capaz de fazer determinada coisa apenas porque sentia medo! Este sentimento é capaz de me impedir de avançar, bloqueia-me os pés e torna-me estátua... Mas temos de ser fortes, vencê-lo e sermos felizes :)

    ResponderEliminar
  5. Por vezes também penso nisso =X
    Como tu dizes, é inevitável não pensar... Mas faz tão mal pensar assim =\

    Beijinhoos*

    ResponderEliminar

cada pessoa tem a sua opinião, dá a tua.