15.12.10

Somente, TU.

Tumblr_ldh9zet2eq1qexxwqo1_500_large

Dias chuvosos que mais pareciam não ter fim. O frio que tanto me congelava as mãos e o rosto, principalmente de manhã, quando me levantava no momento em que o dia ainda permanecia escuro. Havia no ar um espírito de insatisfação e cansaço. Pessoas exaustas de dias consecutivos de trabalho duro. Estudantes terem de conseguir fazer tudo e mais alguma coisa que lhes é proposto.
No entanto, no meio de tudo o resto que não deixa o mínimo de felicidade, estavas sempre lá à minha espera para me aqueceres, para me dizeres coisas lindas e para andar comigo à chuva fazendo de um momento, o nosso momento de filme. Onde ninguém mais existia a não ser, nós os dois. As únicas pessoas que interessavam no final de tudo. Lembras-te as promessas que foram feitas? Eu lembro e sei que tu também te lembras. De todas as brincadeiras. De todo o carinho demonstrado de várias formas que era transmitido de um para o outro. Eras tu que me proporcionavas isso. Tu. Eras o que mais queria. E consegui.
Naqueles nossos momentos, pelas primeiras vezes, não estava minimamente interessada com a opinião dos outros, se gostavam ou não, se andar à chuva, fazer aquelas brincadeiras eram atitudes parvas ou não... visto que só existias tu. A segurança que me davas era imensa e eu com ela sentia-me muito mais confiante e feliz, porque sabia que acontecesse o que acontecesse, haveria sempre alguma coisa que permanecia...
TU.

[ imaginação do momento. ]

12 comentários:

cada pessoa tem a sua opinião, dá a tua.