4.5.11

Como se tivesses voltado...

218036_1934003505028_1090515116_2322409_5616810_n_large
"De manhã quando acordei, tive um misto de tristeza, mas ao mesmo tempo fizeste-me sorrir. Porque, sem saber ao certo explicar, senti que estavas novamente tão perto de mim. É como se tivesse voltado a ler as tuas palavras, ouvir a tua doce voz, quando me sussurravas o quanto gostavas de mim e porque não dizer que sinto falta dessa tua voz, do teu sorriso e de todo o teu ser.
Às vezes, podes até pensar que um dia passei a odiar-te, quis esquecer-te ou até pensas que te quero longe de mim e estaria a mentir-te se dissesse que estavas enganada com os teus pensamentos, poderia até dizer-te que estavas a ser tontinha ao pensar essas coisas, mas de facto eu já te odiei, nunca na verdadeira acepção da palavra, se fosse ódio, hoje não estaria a amar-te da forma como amo."
Autor desconhecido

7 comentários:

  1. Bastante interessante.
    Acho que ódio que se refere no texto é quando a gente sente que deve esquecer mas não consegue...


    Ah, adoooro a música do teu blog *O*

    rs bj

    ResponderEliminar
  2. pensava que já tinha falado sobre este post lol
    mas pronto eu gostei muito ficou muito bom :)

    ResponderEliminar

cada pessoa tem a sua opinião, dá a tua.