9.5.10


Ainda há alguém que sorria porque sim, que chore porque sim? Que salte porque sim, que abraça porque sim? Sem pensar, sem algo por detrás? Alguém que pense apenas com o coração e que não pense nas consequências? Alguém que leve a vida com sorrisos e não com tristezas? Ainda há pessoas que sonham e tornam os seus próprios sonhos em realidade? Alguém que pense apenas e só no bem estar? Hoje em dia já não há pessoas assim. Onde anda a felicidade mutua? A preocupação pelos que nos rodeiam? A liberdade que podia ser muito mais do que isso? Ainda há quem seja feliz fazendo do pouco muito? Hoje em dia só pensam em grandezas e esquecem-se que as pessoas são mais importantes que esse aparte. Tenho saudades da simplicidade das coisas e das pessoas. Das pessoas simples e genuínas. Saudades de ver as pessoas construírem a sua própria felicidade e ajudar quem mais precisa. Porque quando nós estamos a dizer que temos pouco, ou mesmo nada, esquece-mo-nos que há pessoas que davam tudo para ter o que nós temos. Mães que davam a sua própria vida para dar aos seus filhos o que nós temos e desperdiçamos. É triste quando não damos valor ao pouco que se torna muito e queremos sempre mais. Esquece-mo-nos que há pessoas a morrer porque lhes fazem falta o que deitamos fora. Há pessoas a morrer à fome, ao frio, à sede. De desgosto porque ninguém lhes dá atenção, de suicídio porque tinham uma vida desumana, de violação... E nós? Nós continuamos a pensar que somos uns desgraçados. Mas é aí que gostava que as pessoas trocassem de vidas e passassem a não ter realmente nada. Aí, finalmente, daria valor às coisas simples, às pessoas que nos rodeiam. Davam valor também a um abraço e a um carinho, a uma nova pessoa na nossa vida e não pensavam em consequências.

10 comentários:

  1. um texto cheioooo de razão. adorei :)

    ResponderEliminar
  2. Está lindo e concordo com tudo o que tu dizes. Faz-nos analizar os nossos actos, olhar para dentro de nós e pensar "Mas afinal, o que andamos a fazer?". Mas é essa a realidade, infelizmente. E cada vez mais se torna pior. Os seres humanos (na generalidade) tornaram-se em seres egoístas e demasiado materialistas. Queremos sempre mais e mais. Queremos sempre tudo. E esquecemo-nos de quem não tem nada. E, por vezes, nem somos capazes de estender a mão a quem precisa. É vergonhoso, é verdade.

    ResponderEliminar
  3. "É triste quando não damos valor ao pouco que se torna muito e queremos sempre mais."
    é tao verdadeiro isto, nao sabemos aproveitar o que temos só nos queixamos por nao ter aquilo que nao nos faz falta x:

    ResponderEliminar
  4. claro que sim querida! basta ires a ''nova mensagem'' e depois aparece lá um link que é: ''editar páginas'' e é aí que podes criá-las :)

    ResponderEliminar
  5. Quando perdemos as coisas é que damos o valor devido, porque enquanto as temos achamos que podiamos ter melhor, mas quando perdemos o que tinhamos não pediamos mais :$


    Vou seguir

    ResponderEliminar

cada pessoa tem a sua opinião, dá a tua.